No dia que Fábio completa 40 anos, Cruzeiro enfrenta a Ponte Preta com muitos desfalques

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Ídolo indiscutível. Um dos maiores jogadores da gloriosa história azul celeste. Fábio Deivson Lopes Maciel, com 897 jogos, é o atleta que mais atuou com a camisa cruzeirense e, ao ficar em meio a esta crise, se afirmou ainda mais como um ídolo. Esteve nas glórias e está presente no pior momento da história da equipe.

Questionado por uma parte da torcida nos últimos jogos, pelas suas atuações, Fábio completa nesta quarta, 30, os seus 40 anos, estando no Cruzeiro desde 2005. Como presente de aniversário, Fábio almeja uma recuperação na Série B. Para isso, será importantíssima uma vitória na partida desta noite, às 19:15, contra a Ponte Preta, no Mineirão.

O Cruzeiro está na pior fase esportiva e financeira da sua história. Após ser rebaixado no último ano, o torcedor imaginou que o pior já teria acontecido. Porém a equipe está flertando com a Série C, na 18ª posição, 2 pontos atrás do 17º, Guarani. É necessária uma mudança urgente para o gigante de BH se reerguer.

Em um jogo preponderante para a recuperação do Cruzeiro, seria bom duelar com um adversário mais vulnerável, todavia a Raposa enfrentará nesta noite o melhor ataque da competição e o 3º colocado, há 4 jogos invicto na competição.

A Ponte Preta está bem colocada, correspondendo às expectativas, no entanto, após ser eliminada para o América-MG na Copa do Brasil, houve turbulências no time de Campinas. A vitória contra o Confiança, no último final de semana, diminuiu a pressão.

Retrospecto

O confronto é marcado por vários duelos na Série A, já que, assim como o Cruzeiro, a Ponte Preta é uma equipe tradicional – esteve na elite 5 vezes na última década. Foram disputados 25 jogos e a Raposa tem uma boa vantagem.

O Cruzeiro venceu 14 partidas, empatou 5 e saiu derrotado pela Ponte apenas 6 vezes. Como mandante, o time mineiro perdeu só 2 jogos. Outro ponto positivo para os cruzeirenses é o histórico recente. Nos últimos 5 encontros entre as equipes, o Cruzeiro venceu em 4 oportunidades.

Provável escalação

Após uma derrota vexatória contra o Avaí, no Mineirão, o Cruzeiro precisa ter atuações diferentes. O elenco de Ney Franco é capaz de conseguir feitos maiores e a sequência de 1 vitória em 8 jogos é vergonhosa. Estando em 18º, com apenas 8 pontos, o time se encontra 11 pontos atrás do seu objetivo, o G-4.

Para a partida desta noite de quarta, 30, o Cruzeiro terá vários desfalques. Cacá e Ariel foram suspensos pelo 3º cartão amarelo e ficarão ausentes. Raúl Cáceres, Léo e Marquinhos Gabriel estão entregues ao departamento médico. O lateral e o zagueiro devem voltar em breve. Já o meio-campista, que reestreou contra o Avaí, deve ficar fora por no mínimo 3 semanas. Outro desfalque é o zagueiro da base Paulo, que contraiu COVID-19.

Na lista de relacionados, pode ser destacada a presença de Sassá, atacante reintegrado ao elenco, e Caio Rosa, promessa da base. Welinton e Zé Eduardo eram esperados pelo menos como reservas, mas não foram relacionados e ficam de fora da partida desta quarta.

Com todos esses desfalques, o Cruzeiro terá uma defesa que nunca atuou junto. Daniel Guedes e Matheus Pereira seguirão nas laterais. Na zaga, Manoel e Ramon devem ficar à frente do aniversariante Fábio.

Com a suspensão de Ariel, Henrique e Jadsom disputam a vaga no time titular, ao lado de Machado. Maurício pode ficar fora, pelo mau momento. Arthur Caíke, com problema no quadril, é dúvida. Marcelo Moreno, muito contestado pela torcida, deve perder o seu lugar para Sassá.

Provável escalação: Fábio; Daniel Guedes, Manoel, Ramon (Marllon), Matheus Pereira; Machado, Jadsom (Henrique); Airton, Régis (Maurício), Arthur Caíke (Rafael Luiz); Sassá (Marcelo Moreno). Técnico: Ney Franco.

Sobre o adversário

Após a derrota por 3 a 1 em Minas Gerais, contra o América-MG, a Ponte Preta entrou em uma pequena crise, já que a torcida esperava a classificação para as oitavas da Copa do Brasil. Porém a vitória diante o Confiança, na última rodada, tranquilizou o ambiente da equipe de Campinas, que está consolidada no grupo de acesso à Série A.

3ª colocada na Série B, a Ponte é um dos favoritos ao retorno à elite e necessita deste acesso, pois está na sua 3ª temporada consecutiva na 2ª divisão. Os fervorosos torcedores da “Macaca” almejam que os comandados de João Brigatti sigam no G-4.

Com o melhor ataque e 3 vitórias e 1 empate nos últimos 4 jogos da Série B, a Ponte vai ter o retorno de Luis Oyama, titular que estava suspenso. Apodi, nome conhecido da equipe campineira, pode ser poupado, visto que é o único atleta que atuou nos 18 jogos após a volta do futebol. Ivan, goleiro da seleções de base, e Camilo, meia ex-Cruzeiro, são outros nomes conhecidos da Ponte, porém Camilo está lesionado e não atuará.

Provável escalação: Ivan; Apodi (Dawhan), Luizão, Wellington Carvalho, Ernandes; Oyama, Neto Moura, João Paulo, Luan Dias; Bruno Rodrigues, Matheus Peixoto. Técnico: João Brigatti.

Cruzeiro x Ponte Preta

12ª rodada do Brasileirão Série B
30/09/2020, 19:15 horas, Mineirão
Transmissão: SporTV (menos MG) e Premiere
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Wagner José da Silva (AL).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários