Sob pressão, Cruzeiro enfrenta o Avaí nesta sexta

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

A torcida cobra, com justiça, e os jogadores têm que entregar algo diferente em campo. Em uma sequência de 1 triunfo – frente o Vitória – em 7 partidas, a Raposa tem que entrar com uma nova postura, em busca de se recuperar na Série B.

O gigante de BH está na 15ª posição e joga os próximos dois jogos em casa. Nesta sexta, 24, é a vez de duelar com o Avaí, no Mineirão, às 21:30, em jogo válido pela 11ª rodada do Brasileirão Série B. O time catarinense está 2 pontos à frente do Cruzeiro, com 10 tentos, e na 13ª posição.

Em caso de vitória, o Avaí pode se tornar o 10º. Já o Cruzeiro alcança a 12ª posição se triunfar. A situação cruzeirense assusta na hipótese de derrota. Caso perca, a Raposa pode ser ultrapassada na rodada por todos os seus adversários, visto que eles não se enfrentam. Ou seja, uma derrota e uma combinação – improvável, mas possível – de resultados podem colocar o Cruzeiro na lanterna da Série B.

É necessária evolução. A última partida do Cruzeiro foi decepcionante e o placar de 3 a 1 favorável ao fraco CSA deixa claro como foi o desempenho cruzeirense. A torcida cobrou e a resposta há de vir nesta sexta.

Mas o retrospecto não é tão animador. Mesmo com números gerais favoráveis, as últimas partidas não são bons exemplos para os jogadores. Na história, Cruzeiro e Avaí se enfrentaram 12 vezes. O time mineiro venceu em 3 oportunidades e a equipe de Santa Catarina triunfou 1 vez. Houve empate em incríveis 8 de 12 partidas.

O ponto que chama atenção é a invencibilidade do Avaí. O time catarinense não perde para o Cruzeiro há 9 anos e o tabu já se sustenta com 7 jogos. Ano passado os times se enfrentaram na Série A: dois empates. No Mineirão, não houve gols.

Durante os treinamentos da semana, o Cruzeiro confirmou três baixas. Léo e Jean foram diagnosticados com edema ósseo no joelho, impossibilitando a participação destes titulares na partida desta sexta. Manoel e Machado devem ser os substitutos. A outra ausência é no banco. Marco Antônio, promessa pouco utilizada, teve um edema muscular na coxa e também fica fora.

Dos desfalques da última partida, o Cruzeiro terá apenas uma volta. Marcelo Moreno, que estava suspenso, deve voltar no comando ofensivo. Raúl Cáceres e Henrique seguem em tratamento. O experiente volante evoluiu bem, mas deve voltar apenas na quarta, contra a Ponte Preta. Já Raúl é ausência confirmada.

Fora estas baixas , Ney Franco terá um inchado elenco à sua disposição. Sassá, Marquinhos Gabriel e Zé Eduardo são novas opções ofensivas. Todos estes três jogadores estavam emprestados pelo Cruzeiro e retornaram nos últimos dias. Por já serem atletas cruzeirenses, a punição da FIFA não impediu de os inscrever. Todos eles estão aptos para ir a campo nesta sexta, mas apenas Marquinhos deve ser relacionado.

Com todas estas novidades, Ney Franco deve ter bastante dor de cabeça. Para a lateral direita, o treinador tem à disposição Rafael Luiz e Daniel Guedes. Rafael também pode ser escalado de forma mais ofensiva, como um ponta. No ataque, ele pode variar esquemas, jogadores e há muita imprevisibilidade neste setor. Arthur Caíke, que saiu sentindo na última partida, está apto para o jogo.

Provável escalação do Cruzeiro: Fábio; Rafael Luiz (Daniel Guedes), Manoel, Cacá, Matheus Pereira; Machado (Ariel Cabral), Jadsom; Airton, Régis ( Maurício), Arthur Caíke (Rafael Luiz); Marcelo Moreno. Técnico: Ney Franco.

Sobre o adversário

O Avaí vem em uma fase muito ruim. São 6 derrotas nos 10 primeiros jogos da Série B e 4 partidas em sequência sem vencer. Rebaixado da Série A no último ano, o Avaí almeja voltar, porém são necessárias mudanças para que isto aconteça.

Após a vexatória derrota, em casa, contra o Sampaio Corrêa, por 5 a 2 – o Avaí não sofria 5 ou mais gols na Ressacada há 17 anos – foram cobradas alterações na equipe. A diretoria afirmou que irá desligar até oito jogadores que não estão correspondendo às expectativas.

Comandado por Geninho, treinador ex-Atlético, o Avaí deve promover a estreia do meio-campista Renatinho, ex-Botafogo. No elenco, o time catarinense conta com algumas caras conhecidas. Ralf, ídolo do Corinthians, Rildo, ex-Santos, e Valdívia, ex-Atlético e Internacional, são os atletas mais renomados.

Provável escalação do Avaí: Lucas Frigeri; Felipe, Rafael Pereira, Airton, Capa; Ralf, Jean Martim, Pedro Castro, Renatinho; Rildo, Gastón Rodríguez. Técnico: Geninho.

Cruzeiro x CRB

11ª rodada do Brasileirão Série B
25/09/2020, 21:30 horas, Mineirão
Transmissão: SporTV (menos MG) e Premiere
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários