Olhar tático | Qual é a posição ideal para Maurício?

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Por Pedro Bueno

Artilheiro na temporada, com 5 gols. Cria da base e uma promessa para o futuro. Maurício tem um enorme potencial e o Cruzeiro deseja e deve explorar o jogador. No entanto, o desempenho do atleta caiu nas últimas rodadas, juntamente com a equipe cruzeirense, e a dúvida paira sobre a Toca da Raposa: qual é a posição ideal para Maurício ser utilizado?

Armador? Ponta? Segundo volante? O atleta de 19 anos tem características que podem aumentar essa dúvida e a tentativa do “Olhar Tático” desta semana é enxergar a melhor possibilidade da joia celeste ser utilizada.

Maurício estreou na última temporada, em meio a crise gigantesca que o Cruzeiro enfrentava. Com vários “medalhões” não rendendo como esperado, a torcida implorava pela escalação do prata da casa. Maurício estreou em 14 de julho, contra o Botafogo, em um empate de 0 a 0, no Mineirão.

O queridinho da torcida recompensou a confiança da torcida no jogo contra o Vasco, na 17ª rodada do Brasileirão. Maurício entrou na 2ª parte e marcou um belo gol, definindo o placar de 1 a 0 para a Raposa. O garoto provou que tem estrela.

Porém Maurício não foi explorado como deveria no restante da temporada. Sob comando do treinador Abel Braga, o meio-campista foi utilizado em apenas 2 jogos. Somando todos os minutos dele com o técnico, o jovem jogador esteve em campo em apenas 30 minutos. 

Mesmo com o mau desempenho da equipe, Abel não usava Maurício, que até voltou a atuar no time sub-20. A torcida pedia e a promessa não era escalada. Os medalhões conseguiram rebaixar o time. Todos esses veteranos saíram do time após o vexame. Maurício ficou. O jogador quer reconstruir o gigante mineiro.

Segundo o próprio atleta, em entrevista à Bandeirantes em maio, o Cruzeiro recusou uma proposta do Manchester City, gigante inglês que estava interessado em Maurício no final de 2019. Mesmo imerso em uma grande crise financeira, o Cruzeiro quis manter a sua promessa. 

Os números desta temporada são bons. Maurício é o grande destaque em um time que passou por diversas reformulações no elenco durante o ano de 2020. O atleta marcou 5 gols e é, de forma isolada, o artilheiro do time. 

Todavia, o desempenho caiu. Maurício não está apresentando o bom futebol que estava e, com isso, o Cruzeiro também está mal. Com um bom passe e uma excelente finalização, o jogador é importante para a criação do time cruzeirense. E a criação está sendo o principal problema do Cruzeiro.

O time não trabalha boas jogadas e não cria chances. Maurício está sendo cobrado por melhores atuações, para que o Cruzeiro engrene. Mas o atleta está na posição ideal?

Na base, Maurício atuava na direita para o meio, com a intenção de bater com a excelente perna esquerda e encontrar companheiros bem posicionados. Em alguns momentos o jogador atuou como meia central, armando o jogo.

No ano de 2019, Maurício fez 8 jogos no Brasileirão, entrando como titular em 2. O jogador atuou em todas as 3 posições do meio, no esquema 4-2-3-1. Esta formação segue sendo usada por Enderson e é tema de várias discussões sobre o desempenho da equipe. Não seria o momento de tentar outra formação?

Mapa de Calor de Maurício. À esquerda, na Série A em 2019. À direita, na Série B em 2020. Fonte: SofaScore.com

Neste ano, como é possível ver no mapa de calor acima, Maurício está atuando quase sempre pela esquerda e a sua movimentação de organizador pelo meio fica prejudicada. Tanto que nos últimos 3 jogos, o meio-campista foi banco em 2 oportunidades. O que o treinador pode fazer para que a sua promessa renda o esperado?

É claro que Maurício não é um ponta velocista. Ele é mais criativo e finalizador. Logo, deixar ele aberto em uma das pontas acaba prejudicando a amplitude do time, isto é, com o jovem escalado aberto, mas trazendo para o meio, o Cruzeiro perde jogadores abertos. Com isso, as jogadas ficam concentradas no meio.

Airton, Welinton e Arthur Caíke são exemplos de jogadores que dão amplitude e profundidade ao time, pois esses pontas chegam até a linha de fundo com muita velocidade e ampliam o campo de ataque da Raposa. Portanto, Maurício não é a melhor opção para as pontas.

Na armação, o Cruzeiro conta com Régis, camisa 10 da equipe. O jogador também não está em um bom momento e nas últimas partidas revezou titularidade com Maurício. Mas os dois podem jogar juntos? Sim, mas em outra ideia tática.

Para não perder as boas escapadas com os pontas de velocidade e contar com os dois jogadores criativos, Maurício e Régis, o Cruzeiro pode optar por duas formações: o mesmo 4-2-3-1, mas com Maurício fazendo a saída de bola, como um segundo volante, ou 4-1-4-1, com Maurício ao lado de Régis pelo meio. 

Possível formação. Os outros jogadores da escalação foram mantidos os atletas que estão sendo titulares com Enderson. Produção: ShareMyTatics.com

As duas formações são parecidas, até porque Maurício teria maior liberdade como 2º volante. Porém a formação irá depender do 1º volante ter velocidade e inteligência para ficar mais preso. Jadsom seria a melhor opção.

Com Jadsom à frente da zaga, Raúl Cáceres um pouco mais preso auxiliando na marcação, o Cruzeiro conseguiria manter uma linha de 4 no meio-campo, com 2 pontas de velocidade e Maurício e Régis armando. 

Por isso, são necessárias mudanças mais ousadas para Enderson continuar no cargo, Maurício evoluir ainda mais e o Cruzeiro melhorar. Colocar o jovem jogador na ponta ou revezar com Régis não é a melhor opção e o time pode acabar sendo prejudicado pela falta de ousadia do treinador. É hora de tentar algo diferente. 

Maurício tem potencial. Agrega muito a equipe com seus passes e finalizações. Não é artilheiro da equipe à toa. O jogador é uma joia a ser lapidada. Basta entender como ele pode ser bem utilizado. Maurício é a esperança cruzeirense.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Laudete Esteves Nascimento

Reserva, não serve para jogar no Cruzeiro.

José Donizete Machado

Sentadinho.

Agnaldo Teixeira

Teria como mandar essa matéria com essas ideias táticas para o Enderson Moreira?????

Russell Sevola Sevola

Penso que o Mauricio não é esse jogador que todos dizem, craque. Será uma eterna promessa, como muitos jogadores. Pode até ser vendido para a Europa, mas imediatamente voltará, lembram de FABIO JUNIOR, vendido ao MILAN, compraram gato por lebre, ficou no clube por dois meses e meio e dispensaram. Maurício é um jogador mediano, pode ajudar o cruzeiro, mas no momento, só um sonho……

Chutando o balde, a melhor posição para o Mauricio é BANCO e entrar aos 15 minutos do segundo tempo até ele descobrir que não está jogando mais no juvenil e sim no profissional onde o buraco é mais em baixo……

jonas ferreira

Vendo sua formação tática fiquei com dó do Jadson. Vai ter de marcar todo meio campo adversário e cobrir laterais. Penso que se não temos meio campistas que aguentem correr e chegar no ataque com qualidade, melhor formar 4-4-2. No 4-4-2 poderíamos ter 2 volantes, Jadson e Felipe Machado por exemplo. Uma coisa que aprendi no futebol, time que ganha o meio de campo tem mais chances de sair vencedor.

Marco Aurélio

Achei a ideia interessante, mas o Enderson nunca irá aplicá-la no time. Ele pretere jovens em nome dos medalhões, não escala os melhores e está extremamente conservador. Esperar ousadia e aposta nos jovens como sugere, com esse técnico, praticamente impossível.