Comemore torcedor! O Atlético vence o Tombense e é o campeão mineiro de 2020

Cristiane Mattos/FMF

Pela 45ª vez o Atlético é campeão do Campeonato Mineiro. Após 3 anos da última conquista, o Galo bate o Tombense nos dois jogos da final e levanta mais uma vez a taça do estadual, se consolidando ainda mais como maior campeão do estado.

Em campo, o time alvinegro enfrentou um time muito organizado e novamente não teve moleza. Porém o placar de 1 a 0 sacramentou a conquista estadual no ano de 2020 para o Atlético. O Tombense saiu derrotado, mas com a sensação de dever cumprido, pois foi o melhor time do interior de Minas.

Autor do gol, Jair foi um dos destaques da partida. Juntamente com Alan Franco e Allan, o trio de meio-campistas foi escalado por Sampaoli pela 1ª vez juntos e correspondeu em campo, mesmo com a expulsão infantil de Allan, aos 45 minutos do 2º tempo. Sampaoli optou por não os substituir e valorizar o jogo do trio durante a partida. Hyoran até entrou na segunda parte, mas no lugar de Savarino.

Novamente a defesa atleticana foi bem sólida e não deu chances para o Tombense. Alonso, único atleta de linha que esteve presente em todos os minutos após a volta do futebol, foi novamente peça fundamental do time atleticano. Na segunda parte, o Tombense até que tentou algumas jogadas, mas não finalizou nenhuma vez no gol.

O primeiro tempo foi de domínio total do Atlético e foi recompensado com um gol nos acréscimos. Com 9 finalizações, 4 delas no gol, o Atlético teve mais volume e fez com que o Tombense defendesse em menos de 30 metros. Réver e Alonso estavam bem adiantados, deixando o time de Tombos sem jogadas ofensivas. A pressão de Sampaoli funcionou.

O Tombense chutou apenas duas vezes, ambas sem direção, e só 31% de posse de bola. Mesmo com Ibson dando bons passes e Rubens batalhando, o time não conseguiu sair da pressão imposta pelo ataque atleticano.

O Galo chegou várias vezes e mostrou o seu estilo de jogo. O meio-campo escalado por Sampaoli jogou muito bem na 1ª etapa e o time criou boas jogadas. Faltou aproximar, mas é uma boa evolução. Franco, por exemplo, teve 100% de aproveitamento nos passes no 1º tempo, número importante para a criação.

E o time foi premiado com um gol nos acréscimos. Aos 47 minutos, Savarino bateu escanteio na esquerda e Sasha cabeceou firme. Felipe espalmou para novo tiro de canto, dessa vez no lado direito. Guilherme Arana cruzou e Jair testou forte, sem chances para o goleiro do Tombense. Atlético abriu o placar.

O segundo tempo foi, durante 30 minutos, um jogo morno e sem grandes jogadas. O Tombense até que tentou sair mais, mas não conseguiu criar perigo. A primeira finalização no gol aconteceu apenas aos 33 minutos. Em bom lançamento de Hyoran, Marquinhos chegou dentro da área e chutou. Felipe fez grande defesa.

O Atlético se animou. Marrony fez grande jogada, aos 37, tocou para Jair. O volante voltou a bola, Hyoran fez um belo corta-luz e Allan bateu. A bola desviou e saiu. Aos 47, em bom contra-ataque, Alonso lançou Marrony que saiu na cara do goleiro Felipe. O jovem atacante tentou e Felipe novamente defendeu.

O ponto negativo do título atleticano foi a reação de Allan. O jogador fez uma grande partida, mas, devido a uma reclamação e um empurrão no árbitro, foi expulso e saiu bem nervoso. Já era 45 minutos da 2ª etapa e essa reação não era necessária.

Após incríveis 10 minutos de acréscimos, o árbitro encerra a partida e os torcedores em suas casas comemoraram. Pela 45ª vez, o maior vencedor da competição ergueu a taça de campeão estadual. O melhor elenco. O melhor futebol. Uma conquista justa. Réver levantou mais uma taça e a festa dos jogadores atleticanos, com certeza, irá durar bastante tempo.

Depois das comemorações, a chave tem que mudar. O Atlético fará mais 33 jogos na temporada. Serão as 33 rodadas do Brasileirão, única competição que o Atlético irá disputar até fevereiro de 2021. Sem dúvidas, o título do campeonato de pontos corridos é o grande objetivo do Galo. O time está ganhando forma.

Sobre a partida de hoje, Sampaoli conseguirá extrair boas notícias. Além do bom jogo dos meio-campistas e da defesa sólida, o Atlético buscou mais variações de jogadas e o desempenho melhorou.

A evolução acontece dentro de campo. As mudanças no time irão acontecer, até porque o Atlético é treinado por Sampaoli. Mas já é possível visualizar uma base. É aprimorar e seguir em frente no projeto. Após um título, o torcedor sonha com mais um: o Brasileirão.

O Atlético volta a campo na próxima quinta-feira, 30, às 20 horas, contra o São Paulo, no Mineirão, em jogo válido pela 7ª rodada do Brasileirão.

Números da partida
Tombense Atlético
36% Posse de bola 64%
7 Finalizações 16
0 Finalizações no gol 7
1 Escanteios 11
0 Impedimentos 3
15 Faltas 26
0 Grandes oportunidades 3
0 Grandes oportunidades perdidas 2
286 Passes 495
224(78%) Passes certos 438(88%)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários