Matinê atleticana: Atlético enfrenta o Ceará na manhã deste domingo

Reprodução Twitter

O momento é bom. A confiança está em dia. É hora de aproveitar e seguir vencendo. Assim Atlético entra em campo frente o Ceará, neste domingo, 16, às 11 horas, no Mineirão.

O time mineiro venceu as duas partidas na competição, contra Flamengo e Corinthians. Por outro lado, a equipe cearense fez apenas 1 ponto nas duas partidas iniciais e vem em busca da recuperação, visto que o time estava em alta após o título da Copa do Nordeste.

O Atlético confia muito em seu elenco e, principalmente, no seu treinador Jorge Sampaoli. O argentino promoveu mudanças cruciais nos dois primeiros jogos. Contra o Flamengo ele colocou Jair e assim dominou o meio-campo. Na última partida, frente o Corinthians, o time estava perdendo de 2 a 0 e Sampaoli colocou Hyoran. O meio-campista fez 2 gols e foi importantíssimo para a virada atleticana.

Os números sob comando de Sampaoli seguem excelentes. São 7 jogos, 6 vitórias e 1 empate (contra o América na volta do futebol). O Atlético fez 17 gols nestas 7 partidas e sofreu apenas 5.

O Galo tem um bom retrospecto nos confrontos com o Ceará. São 23 jogos na história, 12 vitórias mineiras, 5 empates e somente 6 vitórias cearenses. O Ceará venceu o Atlético apenas uma vez em Minas Gerais, em 2010. Em 2019, o Galo venceu as duas partidas contra o Ceará pelo placar de 2 a 1.

No primeiro turno do ano passado, o gol decisivo saiu da cabeçada certeira de Jair, aos 48 minutos da segunda etapa. O volante atleticano, caso entre em campo, chegará ao 50º jogo com a camisa alvinegra.

Para a partida de domingo a grande baixa é Nathan. O meio-campista havia atuado em todos os jogos sob comando de Sampaoli e marcou 4 gols após a volta, se consolidando como artilheiro do Galo no ano. Ele sofreu uma lesão no bíceps femural da perna esquerda e já está sendo tratado. O Atlético não divulgou tempo esperado de recuperação.

A escalação atleticana é sempre um mistério, mas Sampaoli disse que deve revezar os jogadores por questões físicas. Por isso Guilherme Arana e Júnior Alonso, únicos jogadores de linha que ainda não foram substituídos após a volta, podem ser poupados.

O lateral brasileiro só esteve ausente no primeiro jogo após a volta do Mineiro, por suspensão, e o zagueiro paraguaio atuou em todos os 540 minutos após o retorno do futebol. O goleiro Rafael também esteve em campo em todos os jogos, mas o desgaste do goleiro é menor.

Provável escalação: Rafael; Guga (Mariano), Réver, Alonso(Rabello), Arana (Fábio Santos); Allan, Jair (Franco), Hyoran; Savarino, Marrony, Keno. Técnico: Jorge Sampaoli.

Sobre o adversário
O Ceará não estava com grandes expectativas para o Brasileirão. 16º colocado nas últimas duas edições, o time cearense entrou no campeonato brasileiro novamente com a missão de sobreviver na competição. No entanto o título da Copa do Nordeste fez com a torcida do lado alvinegro de Fortaleza almejasse uma temporada mais tranquila.  A derrota para o Sport fora de casa e o empate frente o Grêmio no Castelão chamam atenção por um começo ruim no Brasileirão, mas ainda não tem uma razão para estabelecer uma crise e haverá muitas rodadas para recuperar. 

O time cearense conta com velhos conhecidos dos times mineiros. Vinicius, meio-campista que jogou pelo Atlético no último ano, foi artilheiro e melhor jogador da Copa do Nordeste deste ano. Porém Vina machucou na final do campeonato regional e não enfrenta o Galo.

Samuel Xavier, lateral ex-atleticano e Rafael Sóbis, multicampeão no Cruzeiro, voltam a Belo Horizonte, local que eles conhecem bem. Mas o destaque do time é o jovem Cléber, centroavante forte que está chamando a atenção do Brasil todo. Olho nele!

Provável escalação: Fernando Prass; Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio, Bruno Pacheco; Charles, Fabinho; Sobral, Mateus, Sobis; Cléber. Técnico: Guto Ferreira

Atlético-MG x Ceará
3ª rodada do Brasileirão Série A
16/08/2020, 11 horas, Mineirão
Transmissão: Premiere
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF).

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.