Após vitória dramática, Galo dá “folha em branco” a Sampaoli

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Vencer o clássico com um golaço nos acréscimos foi uma catarse para o torcedor do Atlético que fez uma bela festa no Mineirão, no primeiro clássico como mandante desde a reabertura do estádio após a última grande reforma.

Os gols de Igor Rabello e Otero, no entanto, foram mais bonitos que a atuação alvinegra. Em vários momentos, mesmo com melhores individualidades, o Galo não foi capaz de se impor como a diferença técnica sugeria.

Jorge Sampaoli, nos camarotes do Mineirão, fazia anotações e trocava constantemente impressões com seus colaboradores. Deve ter percebido que herda praticamente uma folha em branco para seu início de trabalho. Há muito o que construir.

O resultado, ao menos, diminui um pouco da pressão na briga por uma vaga nas semifinais, em um campeonato cuja missão do Atlético será considerada incompleta com qualquer desfecho que não seja o título.

O Cruzeiro deve sair com um sabor agridoce, de quem sente que poderia ter até vencido e teve uma reação de orgulho no segundo tempo, superando as limitações para criar oportunidades e responder em um cenário desfavorável.

Cabe a Adílson Batista, agora, construir em cima das melhores impressões que o time transmitiu. É preciso organizar melhor as ideias e se impor quando a relação de forças assim permitir.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabricio Tadeu

Cruzeiro teve muito volume no segundo tempo, foi uma injustiça o gol sofrido no fim, mas futebol nao tem justiça. Minutos antes o Victor salvou em uma bola cruzada pelo Edilson, quase tem a virada ali. Coisas do futebol.

Elson Gomes

Falou Maria. Bom dia cara.

Vinicius Cabuloso

Verdade, clássico é clássico…

Tiago Possas

2X1 passa a régua e fecha a conta. Até ano que vem.

Eller Julio

Galão campeão mineiro e brasileiro!!!
Esse ano não tem pra ninguém,provamos isso ontem.

Arthur Rodrigues

“Campeão Brasileiro”…hahahahahahaha! 50 anos com essa ladainha. Os favelados do Flamengo vão fazer uma festa em cima da galinhada!

Antonio Matapetê

Venceu que fez mais gols. Ponto final.

Dalton

Sampaoli acostumado com a torcida medíocre do Santos ficará pasmo com a do Galão da Massa. Tomara que faça o time jogar como aquele Galo Doido da era Cuca. Acredito que o elenco, bem treinado, consiga fazer bons jogos, inclusive dá pra ganhar do Flamengo. Acontece que o nosso time não tem técnico há muito tempo. Só cara de segunda divisão. Vamos ver. Tomara que façam boas contratações e sejamos campeões esse ano.