Sampaoli foi a melhor resposta, mas ainda faltam outras

Divulgação

Divulgação

Não sei quantas vezes ouvi que as verdades não duram 24 horas no futebol, mas já ouvi muitas. Outras tantas vezes vi e ouvi dirigentes procurando criar o chamado fato novo para esquecer uma derrota ou outra. Se o Galo precisava de um fato novo após a eliminação na Copa do Brasil, Sampaoli fez o desespero do torcedor se transformar em esperança.

Sonho de diversos clubes no Brasil, o argentino conseguiu transformar o cenário do Santos na temporada passada. O torcedor santista deve ter roído as unhas quando percebeu que a dupla Bruno Henrique/Gabigol estava de saída, sem falar em Rodrygo – que foi para o Real Madri. Caos? Nada disso. O Santos jogou futebol. Um belo futebol.

É verdade que o time treinado por Sampaoli foi eliminado ainda cedo da Sul-Americana e da Copa do Brasil, mas o que se via em campo amenizava a dor.

O novo treinador do Atlético é competente. Muito. Não dá para saber qual caminho o Galo pegará na temporada, mas as inseguranças que atormentaram as noites dos torcedores já são diferentes. Hoje o torcedor sonha com um time acertado em campo e uma campanha digna.

É perfeitamente aceitável e recomendável que o mesmo torcedor fique preocupado com o dinheiro envolvido e com as contas do clube. Assim que foi feito o anúncio da contratação, perguntei a um conselheiro de bom trânsito com a direção se ele ficou preocupado com os valores e com o planejamento financeiro do clube. A resposta afirmativa veio rapidamente.

O temor com os resultados do campo já não se faz presente como no início do ano. Cabe ao Galo agora o outro lado. Se quiser ver o seu torcedor mais satisfeito, basta ser transparente com os recursos do clube. Talvez o torcedor até ajude mais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Futebol Nacional