Conheça Savarino, provável reforço do Galo

Real Salt Lake / Twitter

Real Salt Lake / Twitter

Segundo notícias que chegam dos Estados Unidos, o venezuelano Jefferson Savarino está próximo de ser confirmado como reforço do Atlético para a temporada.

Savarino, desde 2017 no Real Salt Lake, tem 23 anos e atende à necessidade alvinegra de um meia-atacante habilidoso e driblador para atuar nos lados do campo. O técnico Rafael Dudamel trabalhou com ele na seleção da Venezuela (foi o primeiro a convocá-lo) e o trouxe para a Copa América do Brasil, quando o utilizou em duas das quatro partidas que a equipe realizou no torneio.

Destro, Savarino prefere atuar pelo lado direito do campo. Sua descoberta no cenário internacional se deu no Sul-Americano sub-20 de 2015, mas a confirmação de suas capacidades veio em 2017, atuando pelo Zulia na Copa Libertadores. Foi quando o Real Salt Lake foi convencido a fazer o investimento de US$ 2 milhões na contratação.

Na época do anúncio, o observador-chefe do clube norte-americano, Andy Williams, falou sobre o que lhe chamou a atenção sobre Savarino: “o quanto fica à vontade com a bola”. Destacou ainda que “pode atuar como segundo atacante, segura bem a bola”, que “é um ótimo finalizador, acerta bastante o alvo” e “usa os dois pés e é uma força criativa no campo”.

Durante a Copa América, olheiros de times ingleses como West Ham e Newcastle chegaram a observar o venezuelano.

Desde sua estreia na Major League Soccer, em 2017, Savarino participou de 43 gols – marcou 22 e deu 21 assistências – em 87 jogos. A temporada mais goleadora foi a de 2019, com 9 gols, enquanto a mais criativa foi a de 2018, com 11 assistências.

No período em que esteve na MLS, foi o sexto jogador com mais dribles tentados – 350, com 52,5% de sucesso, segundo dados da Opta.

De acordo com o site The Athletic, Savarino recusou uma oferta de renovação de seu contrato com o Real Salt Lake, que termina no fim de 2020. Motivos pessoais estariam por trás da decisão: o nascimento de seu filho, em Utah. Parentes da Venezuela, sem vistos para os Estados Unidos, ficariam impedido de visitar Savarino e o recém-nascido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários