No sorriso dos jovens, o começo da reconstrução

Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press

Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press

Sorriso no rosto, timidez com os microfones e o desejo de acertar contas penduradas por outros. Os jovens do Cruzeiro começam o ano convivendo com a enorme responsabilidade de honrar a camisa que nomes mais ilustres, dentro e fora dos gramados, maltrataram.

Se fosse possível esperar o momento ideal para que todas as incertezas com jogadores de altos salários fossem resolvidas, certamente o time ainda não estaria em campo na noite de quarta-feira contra o Boa Esporte.

É verdade que quem jogou, mesmo no caso de quem tem seu futuro em dúvida, como Rodriguinho, o fez com dignidade e interesse.

Mas as estrelas da noite foram os garotos, que representaram em campo a ideia de que o primeiro passo para a reconstrução só será possível com suas colaborações. Talvez, como novatos que são, eles só percebam a importância da missão quando ela já estiver encaminhada.

Em um momento tão difícil da história do clube, o mínimo que o torcedor espera é se enxergar em quem carrega seu escudo dentro de campo. Este compromisso, por enquanto, é ainda mais importante que as vitórias.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Tags:
Categorias:
Futebol Nacional

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gilberto Viana de Paiva

São pedras brutas que, se bem lapidadas se transformarão em jóias. Isto vale para qualquer clube brasileiro, eles só precisam da atenção devida e distância dos empresários.

Bruno Diniz

Muito pertinente seu comentário

Carlos Eduardo

Time refundado nao herda títulos do passado!!!
Time Refundado não tem centenário!?
O cruzeiro cair? extinto? Sendo que já foi até Refundado!!

O Atlético já fez até o rival mudar de nome ..
Isso aconteceu em 1942 quando se chamava Ipiranga, onde doou todos troféus e taças para campanha do metal na segunda guerra Mundial,ou seja todos os títulos até 1942 deixaram de existir pois o Ipiranga fechou as portas

De palestra 1921″ a Ipiranga 1942-|-

Fonte: livros PDF
A Lucta de Titans.
Clássico dos clássicos das alterosas mineiras.
Segue os artigos, um deles é a pag 167.
https://gefut.files.wordpress.com/2012/11/a-lucta-dos-titans.pdf

http://www.scielo.br/pdf/rbefe/v30n3/1807-5509-rbefe-30-03-0703.pdf

ÚnicoGiganteDeMinas

Chora Franga Monotitula!
Por um momento vc achou que o MAIOR CLUBE DESSE ESTADO…acabaria, fecharia as portas..rsrsrsrs…
Assim vc poderia bater no peito e cacarejar bem alto: ”Agora somos o maior clube desse estado, mesmo com apenas 3 títulos em 111 anos”
A noticia ruim para vc é que O GIGANTE vai continuar surrando a cloaca das Frangas!

Samuel Bitencourt

Aí cê depenou ela ????

Romualdo Mendes

Sacanagem, 3 títulos em 111 anos é muito pra essa turma do galinheiro, podem agradecer ter ganhado 3 títulos.

Frank

Vai melar o bago do Dudamel sua franga arrombada

Ronaldo Medeiros

O problema é que o amor a camisa que se espera dos jovens só será possível se não houver empresários, do contrário na primeira oferta eles f.o.dem o clube.

Rodrigo

Mais uma vez, escreveu muito bem, mas não adianta confiar só nos jovens, precisamos de poucos e BONS jogadores mais experientes.

Wagno Lucio Berto

Poético o seu texto. Só que poesia não ganha jogo. O cruzeiro quê dê seus pulos pra contratar uma meia dúzia de jogadores cascudos ou não sobe.