Ajuda de Mattos é útil, mas Cruzeiro precisa de um profissional logo

Cesar Greco/Palmeiras

Cesar Greco/Palmeiras

A disposição de Alexandre Mattos em colaborar de forma voluntária com o Cruzeiro nas próximas semanas não pode servir de muleta para o clube em sua urgente reformulação.

Embora a experiência de Mattos possa ser útil em um momento de gestão de crise e reformulação do elenco, é fundamental que o profissionalismo seja a linha condutora do processo.

Quem não recebe não pode ser cobrado – e a cobrança entre os envolvidos neste novo momento é fundamental para que se avance em um recomeço difícil.

O grupo de transição que assumiu o clube precisa apresentar ao torcedor um nome definitivo, que será aquele a receber esta cobrança. Quando a fase mais dura da temporada chegar, Mattos já estará na Inglaterra e nada poderá fazer.

Este nome terá de saber desde o princípio que há uma hierarquia e uma linha de comando. Da última vez que se deu um cheque em branco a um executivo, o Cruzeiro mergulhou na maior crise de sua história.

Mattos pode ajudar até neste processo de escolha. Mas não pode fazer tudo sozinho.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Futebol Nacional

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Elson Gomes

Sugiro os nomes de Thiaga Neves, Fred o Gladiador Azul ou Edilson, o fodão.

Leonardo Afonso Mello

Tanto o Atlético como o cruzeiro tem que, obrigatoriamente, ter uma gestão séria, com profissionais de competência comprovada. Chega de dirigentes amadores que brincam de gestores frente as duas equipes.

No futebol de hoje não se tem mais espaços para abestalhados.

Cristiano Souza

Cala a sua boca franga Bertozzi!! Vai pra SAO PAULO E FIQUE PRA SEMPRE POR LA!!