Deu Liverpool contra um grande Flamengo

Twitter / Liverpool

Twitter / Liverpool

Qual era o cenário antes de a bola rolar? Um trabalho de pouco mais de quatro anos; um time muito forte que goleou o Barcelona, lidera com folga o seu campeonato e com cinco jogadores na lista dos 11 melhores do mundo em pesquisa eleição feita pelo The Guardian.

Com pouco menos de seis meses de trabalho, Jorge Jesus nem precisou usar a esperada desculpa da necessidade de adaptação e construiu um Flamengo rápido, intenso e inconformado. Um time que conquistou com folga o Brasileiro e buscou também a Libertadores.

E com a bola rolando? O Liverpool foi melhor nos inícios das etapas, mas o Flamengo se equilibrou e chegou a superar durante boa parte do jogo. O time sabia dos riscos de marcar a saída de bola dos ingleses, sofreu algumas vezes para na correria para fazer um bloqueio no meio campo e conseguiu.

O placar e o esforço que o campeão europeu foi obrigado a fazer para sair com o título inédito mostram um pouco do valor que é preciso dar ao Flamengo e ao trabalho que está sendo desenvolvido.

O que não dá é para ver o futebol brasileiro surfando na onda do time carioca. O futebol do Flamengo não representa a CBF. O Flamengo representa a sua história e honra seu torcedor. O que o futebol local poderia tentar fazer é copiar, dentro do possível, o que, em pouquíssimo tempo, o Flamengo fez.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários