A volta de Luxemburgo ao Palmeiras

Rafael Ribeiro / Vasco

Rafael Ribeiro / Vasco

O Palmeiras pagou para ver. Tentou Sampaoli e fechou com Vanderlei Luxemburgo. Apostou.

Luxemburgo deixou de ser sinônimo de títulos há algum tempo, mas é cascudo o suficiente para entender as nuances políticas do clube e parece querer reconquistar o prestígio que seu nome já teve.

Olhando para o cenário local do Palmeiras, não é difícil apostar em sucesso no estadual. O Corinthians estará iniciando o trabalho de Tiago Nunes, o Santos ainda lamenta a saída de seu treinador e o São Paulo, que tem ano político apimentado, é o único grande a dar sequência ao seu treinador.

Luxemburgo deve montar o elenco e pode ganhar confiança para a temporada. No entanto, não é de Paulista que a diretoria precisa.

O rompimento com Mano Menezes só se deu quando ficou claro que as ideias dele não conseguiriam fazer o time competir com o Flamengo. Será que em 38 rodadas de Brasileiro ou em jogos de Copa Libertadores o Palmeiras vai conseguir encarar o atual campeão brasileiro? Será que, diferentemente, por razões óbvias, do trabalho no Vasco, Luxemburgo vai conseguir fazer o seu time jogar mais ofensivamente?

Seria rico para a história do futebol brasileiro que um técnico tão competente como ele desse a volta por cima. O Palmeiras pagou para ver, agora é com ele.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Futebol Nacional