“Não me comparem a Ancelotti” – Gattuso se apresenta no Napoli

Napoli / Twitter

Napoli / Twitter

Apresentado como novo técnico do Napoli nesta quarta-feira, Gennaro Gattuso pediu que não o comparem a Carlo Ancelotti, demitido na noite de terça pelo time italiano. Nem a classificação para as oitavas-de-final da Champions League bastou para salvar Ancelotti, que deixa o time em sétimo lugar na Serie A com 21 pontos, 17 a menos que a líder Internazionale.

Gattuso foi jogador de Ancelotti no Milan e pediu que não o comparem ao antecessor, com quem mantém boa relação. “Não foram dias fáceis, sabia que tinha de falar com Ancelotti”, disse. “Tinha de explicar por que disse sim ao Napoli. Ele foi um pai para mim no futebol. Sou técnico há seis anos, mas nos momentos difíceis sempre o procurei. Hoje ele me confirmou mais uma vez o homem que é”.

“Ele se abriu, me contou sobre prós e contras do time e onde ele pode melhorar, mais uma vez se mostrou um grande. Eu peço a vocês que não façam comparações, ele ganhou tudo como técnico. Eu sou jovem, tenho 41 anos, ainda tenho de provar muita coisa. Carlo já provou, espero fazer 10 por cento do que ele já fez”, justificou o ex-volante.

Gattuso disse ainda que o objetivo imediato é subir na tabela e alcançar a zona de classificação para a próxima Champions, neste momento a oito pontos de distância.

“Não podemos estar fora da Europa, esse é objetivo. O momento não é positivo, precisamos recuperar pontos. Falamos em Champions? Obviamente sim, entre o quarto e o quinto lugar há muita diferença, inclusive econômica. Temos de correr, ver o Napoli na posição atual é embaraçoso. As oitavas da Champions são apenas em fevereiro, tenho outros problemas a resolver”, lembrou.

A estreia de Gattuso será neste sábado, no estádio San Paolo, contra o Parma. Na última temporada, à frente do Milan, ele esteve na briga pela vaga na Champions até a última rodada, mas não conseguiu a classificação.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.