Rússia poderia jogar Copa “sem bandeira”. Entenda o caso

TeamRussia / Twitter

TeamRussia / Twitter

A suspensão da Rússia de grandes competições mexeu com o mundo do esporte nesta segunda-feira – e causará impactos também no futebol. Pelo não-cumprimento de protocolos da Agência Mundial Antidoping (WADA), o país ficará impedido de sediar ou participar durante quatro anos, período que engloba a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

Em entrevista coletiva, um dirigente da WADA afirmou que há uma possibilidade de uma equipe russa disputar o Mundial, desde que não represente o país.

“Se eles se classificarem, um time representando a Rússia não pode participar”, explicou Jonathan Taylor, chefe do comitê de fiscalização da agência. “Mas se um mecanismo for criado, eles podem participar como neutros, não como Rússia. Caberia à Fifa implementar este mecanismo, mas eles teriam de fazê-lo em conjunto com a Wada. E sem hino ou bandeira”.

A Fifa ainda não se manifestou oficialmente. Segundo informações da agência Reuters, a entidade já pediu esclarecimentos à Wada sobre a aplicação da pena.

A suspensão não afetará a participação da Rússia na Euro 2020 e os jogos que serão realizados em São Petersburgo, por não se tratar de evento multiesportivo ou de participação mundial.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.