A história se repetirá? Verón pode ser algoz do Cruzeiro pela segunda vez

Reprodução do Twitter

Reprodução do Twitter

Faz uma década que o torcedor do Cruzeiro não gosta de ouvir o nome de Verón. Em 2009, o argentino levou o Estudiantes a uma épica conquista da Conmebol Libertadores sobre o clube mineiro, vencendo a partida final de virada, no Mineirão, por 2 a 1.

Mas aquele era Juan Sebastián, nascido em La Plata, na Argentina, em 9 de março de 1975.

No próximo domingo, o time celeste vai defender sua permanência na Série A do Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras, cujo protagonista nesta rodada foi o jovem Gabriel Verón, de 17 anos.

E não é coincidência. O palmeirense tem esse nome em homenagem ao veterano conhecido como La Brujita.

Só a vitória interessa ao Cruzeiro, que disputa a vaga com o Ceará, que só precisa empatar seu jogo contra o Botafogo para se manter na elite do futebol brasileiro.

Será que a história se repetirá em Belo Horizonte?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.