Brasil estreia na Copa América 2020 contra a Venezuela. Veja a tabela completa

Conmebol

Conmebol

A tabela da Copa América 2020 foi conhecida nesta terça-feira, com a realização de sorteio em Cartagena, na Colômbia. Atual campeão, o Brasil ficará no grupo B e estreará no dia 14 de junho contra a Venezuela, em Cáli.

A competição será organizada em conjunto por Argentina e Colômbia. Cada país receberá um grupo, duas quartas-de-finais e uma semifinal. A abertura será entre Argentina e Chile, dia 12 de junho, no Monumental de Núñez, e a final está marcada para 12 de julho, em Barranquilla, na Colômbia.

Por questões geográficas, os grupos das seleções sul-americanas já eram conhecidos antes do sorteio, que definiu o destino das seleções convidadas. A Austrália ficará no grupo A, enquanto o Catar, que já participou em 2019, será um dos rivais do Brasil no grupo B.

As doze seleções estão divididas em dois grupos de seis, com as quatro melhores avançando.

A Copa América será realizada excepcionalmente em anos consecutivos para adaptar o ciclo ao da Eurocopa. A edição seguinte será em 2024, em local ainda a definir.

Confira a tabela completa:

Grupo A

Argentina x Chile (12/6) – Monumental (Buenos Aires)
Austrália x Uruguai (13/6) – Mario Kempes (Córdoba)
Paraguai x Bolívia (13/6) – Malvinas Argentinas (Mendoza)

Argentina x Uruguai (16/6) – Mario Kempes (Córdoba)
Chile x Bolívia (16/6) – Malvinas Argentinas (Mendoza)
Paraguai x Austrália (17/6) – Ciudad de La Plata (La Plata)

Argentina x Paraguai (20/6) – Monumental (Buenos Aires)
Uruguai x Chile (21/6) – Malvinas Argentinas (Mendoza)
Austrália x Bolívia (22/6) – Ciudad de La Plata (La Plata)

Chile x Paraguai (25/6) – Mario Kempes (Córdoba)
Austrália x Argentina (26/6) – Monumental (Buenos Aires)
Bolívia x Uruguai (26/6) – Ciudad de La Plata (La Plata)

Bolívia x Argentina (30/6) – Ciudad de La Plata (La Plata)
Uruguai x Paraguai (30/6) – Único (Santiago del Estero)
Chile x Austrália (30/6) – Mario Kempes (Córdoba)

Grupo B

Colômbia x Equador (13/6) – El Campín (Bogotá)
Brasil x Venezuela (14/6) – Pascual Guerrero (Cáli)
Peru x Catar (14/6) – Atanasio Girardot (Medellín)

Colômbia x Venezuela (17/6) – Pascual Guerrero (Cáli)
Peru x Brasil (18/6) – Atanasio Girardot (Medellín)
Equador x Catar (18/6) – El Campín (Bogotá)

Colômbia x Peru (21/6) – Atanasio Girardot (Medellín)
Venezuela x Equador (22/6) – El Campín (Bogotá)
Brasil x Catar (23/6) – Roberto Meléndez (Barranquilla)

Brasil x Colômbia (27/6) – Roberto Meléndez (Barranquilla)
Equador x Peru (27/6) – Atanasio Girardot (Medellín)
Catar x Venezuela (28/6) – Pascual Guerrero (Cáli)

Catar x Colômbia (1º/7) – Roberto Meléndez (Barranquilla)
Venezuela x Peru (1º/7) – Pascual Guerrero (Cáli)
Equador x Brasil (1º/7) – El Campín (Bogotá)

Quartas-de-final

Jogo 31 – 1º do B x 4º do A (4/7) – Roberto Meléndez (Barranquilla)
Jogo 32 – 2º do B x 3º do A (4/7) – Pascual Guerrero (Cáli)
Jogo 33 – 1º do A x 4º do B (5/7) – Monumental (Buenos Aires)
Jogo 34 – 2º do A x 3º do B (5/7) – Ciudad de La Plata (La Plata)

Semifinais

Jogo 35 – Vencedor 33 x Vencedor 34 (8/7) – Mario Kempes (Córdoba)
Jogo 36 – Vencedor 32 x Vencedor 31 (8/7) – Atanasio Girardot (Medellín)

Decisão do terceiro lugar

Perdedor 35 x Perdedor 36 (11/7) – El Campín (Bogotá)

Final

Vencedor 36 x Vencedor 35 (12/7) – Roberto Meléndez (Barranquilla)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.