Jogo no México é interrompido por gritos homofóbicos

Reprodução Twitter

Reprodução Twitter

O árbitro de uma partida pela primeira divisão mexicana decidiu mandar os times para o vestiário por causa de gritos homofóbicos do público. Aconteceu no confronto entre Monarcas Morelia e León, pelas quartas-de-final do Torneio Apertura 2019.

A decisão faz parte da política de endurecimento da federação mexicana (FMF) contra uma manifestação historicamente tradicional nas arquibancadas do país na reposição de bola dos goleiros.

Como recomendado pelo protocolo, inicialmente foi feito um anúncio no sistema de som do estádio. Como persistiram os gritos, o árbitro José Alfredo Peñaloza decidiu suspender o jogo e retirar os atletas de campo.

A partida foi concluída com 12 minutos de acréscimos e terminou empatada por 3 a 3.

Veja as imagens:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.