Luis Enrique volta ao comando da Espanha atacando ex-técnico: “Desleal”

SE Futbol / Twitter

SE Futbol / Twitter

Apresentado nesta quarta-feira em seu retorno ao cargo técnico da Espanha, Luis Enrique chegou atacando seu sucessor e antigo auxiliar Robert Moreno. Ele assumiu a responsabilidade pela saída de Moreno da comissão técnica, acusando o ex-colega de deslealdade.

Luis Enrique, que assumiu após a Copa do Mundo de 2018, deixou o cargo em junho deste ano por causa da doença da filha Xana, que morreria em agosto aos 9 anos. Moreno concluiu a campanha nas eliminatórias da Euro 2020 com a classificação, mas saiu após a vitória por 5 a 0 sobre a Romênia, dia 18 de novembro.

“Moreno veio me ver em casa em setembro e me disse que queria dirigir o time na Euro 2020, e que depois ficaria feliz em ser meu assistente outra vez”, disse. “Entendo que ele trabalhou duro para ser o técnico e que é ambicioso, mas para mim isso é desleal. Nunca faria algo assim e não quero alguém com essas características”.

Luis Enrique afirmou ainda que “ambição excessiva é um defeito, não uma virtude” e por isso houve a ruptura. Ele alegou ainda que não se ofereceu à federação espanhola, mas que recebeu do presidente Luis Rubiales e do diretor esportivo José Francisco Molina o convite para retornar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.