Um mês inteiro sem derrotas – por Mário Marra

Reprodução do Instagram / Cruzeiro

Reprodução do Instagram / Cruzeiro

Terminou outubro e, é preciso destacar, o Cruzeiro passou todo o mês sem ser derrotado. Mesmo carregando a desconfiança, o time conseguiu escapar da zona de rebaixamento e acumula hoje até uma sequência de invencibilidade.

Na virada do ano, Mano Menezes disse com todas as letras que o elenco precisava ter mais opções de velocidade. O tempo foi passando, Mano chegou a prometer também um time mais vistoso em campo. Ele saiu sem ter visto o time encantar e apenas agora, já muito perto do final da temporada, o Cruzeiro, já com outro treinador, consegue colher resultados. O desempenho ainda está longe de ser tudo isso, mas os resultados têm ajudado a contornar uma situação bastante constrangedora.

De todos os times que correm risco de rebaixamento, é o Cruzeiro o que mais consegue pontuar. Ainda é instável, ainda é arriscado, no entanto, a situação é mais confortável.

E é bem simbólico perceber que os meninos Cacá e Éderson foram os autores dos gols da última vitória. Se já fosse possível começar a pensar a próxima temporada na primeira divisão, a sinalização de que a média de idade deve ser mais baixa é evidente.

Mais jovem, mais competitivo, mais intenso, mais rápido, mais zeloso e menos trapalhão fora de campo. Claro que é necessário deixar todo fantasma de rebaixamento distante, mas as promessas para a formação do elenco, que não foram cumpridas para a atual temporada, precisam ser cobradas para a que 2020 seja um ano sem sustos.

O constrangimento que o torcedor teve de passar não pode ser esquecido. É para ser lembrado, relembrado e aprendido. E olha que os problemas do campo passam longe de serem os piores.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.